Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mauritânia

الجمهورية الإسلامية الموريتانية
(al-Jumhūriyyah al-ʾIslāmiyyah al-Mūrītāniyyah)
République Islamique de Mauritanie
República Islâmica da Mauritânia


Bandeira
Brasão de Armas


















Localização:
África, África ocidental.
Magrebe árabe (conjunto dos países que constituem a parte mais ocidental do mundo árabe).


Origem / Pequeno resumo histórico:
Do Século V ao Século VII, a migração de tribos berberes do Norte da África expulsou da região os bafours, habitantes originais da actual Mauritânia, ancestrais dos soninquês. Os bafours eram primordialmente agricultores, e estavam entre os primeiros povos do Sahara a abandonar o seu estilo de vida tradicionalmente nómada.
A colonização francesa absorveu os territórios da actual Mauritânia e Senegal a partir do início do Século XIX. A dominação francesa trouxe proibições legais contra a escravidão e colocou um fim às guerras entre os diferentes clãs. Durante o período colonial a população continuou nómada. Diversos povos sedentários, cujos ancestrais haviam sido expulsos há séculos atrás, começaram a regressar aos poucos à Mauritânia. Quando o país obteve sua independência, em 1960, e a capital, Nouakchott, foi fundada no local duma pequena aldeia colonial chamada Ksar, 90% da população ainda era nómada.
Em 6 de Agosto de 2008 ocorreu um golpe militar que depôs o governo civil eleito democraticamente. Em 2007 o Presidente e o primeiro-ministro eleitos foram presos.
A tensão étnica e a questão delicada da escravidão - tanto no passado como no presente - ainda é um tema de muita força no debate político nacional. Um número significativo de pessoas de todos os grupos parece procurar uma sociedade mais diversa e pluralista. Foi também o último país a abolir a escravidão no mundo, em 9 de Novembro de 1981, pelo decreto n.º 81.234.
Embora ilegal, a escravidão é, até hoje, uma prática comum no país.



Montanhas da região de Adrar


Cultura:
A Mauritânia é um país de cultura tradicionalmente nómada. Toda a sua estrutura social é tribal. A maioria dos habitantes actuais do país eram antigos comerciantes e criadores de gado nómadas. Uma grande percentagem da população é analfabeta, especialmente as mulheres. A Mauritânia, juntamente com Madagáscar, é um dos únicos dois países do mundo que não utilizam o sistema decimal para a sua moeda, cuja unidade básica, o ouguiya, é composto por cinco khoums.



Cuscuz dos berberes, alimento básico na maior parte das regiões da Mauritânia.
É preparado com farinha de milho, sêmola de trigo duro e cevada.


Principais recursos naturais:
Ferro, petróleo e ouro.


Datas comemorativas:
Dia nacional – 28 de Novembro – Celebra a data da independência, da França, em 1960.



Símbolos nacionais:
Bandeira nacional;
Brasão de armas;
Hino nacional – “Nachid al-watani al-Mauritani” - (em árabe: نشيد وطني موريتاني)
Insígnia da Força Aérea da Mauritânia.

Insígnia da Força Aérea da Mauritânia


Lema:
شرف إخاء عدل
Francês: “Honneur, Fraternité, Justice” - Português: "Honra, Fraternidade, Justiça".


Capital:                                               Línguas oficiais:
Nouakchott                                        Árabe, francês e alguns idiomas nativos

Vista de Nouakchott, capital da Mauritânia



Moeda oficial:                                                 Tipo de Governo:
Ouguiya (MRO)                                               República islâmica


Data de admissão como membro da ONU (Organização das Nações Unidas):
27 de Outubro de 1961


Organizações / Relações internacionais:
  • ONU – Organização das Nações Unidas;
  • ANWFZ – Tratado Africano para a Formação de uma Zona Livre de Armas Nucleares;
  • BAFD – Banco Africano de Desenvolvimento;
  • BIRD – Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento;
  • COI – Comité Olímpico Internacional;
  • ECOWAS –  Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (foi membro entre 1975 e 2000);
  • FMA – Fundo Monetário Árabe;
  • Grupo dos 77 – Nações em desenvolvimento;
  • ICDO – Organização Internacional de Protecção Civil;
  • INTERPOL – Organização Internacional de Polícia Criminal;
  • IPU – União Inter-Parlamentar;
  • IRENA – Agência Internacional para as Energias Renováveis;
  • LEA – Liga dos Estados Árabes;
  • MIGA – Agência Multilateral de Garantia de Investimentos;
  • OCI – Organização para a Cooperação Islâmica;
  • OIF – Organização Internacional da Francofonia;
  • OIM – Organização Internacional para as Migrações;
  • OMC – Organização Mundial do Comércio;
  • OPCW Organização para a Proibição de Armas Químicas;
  • RAMSAR Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional;
  • UA – União Africana;
  • UIC – União Internacional dos Caminhos-de-Ferro;
  • UMA – União do Magrebe Árabe;
  • WCO – Organização Mundial das Alfândegas;
  • WIPO – Organização Mundial da Propriedade Intelectual;
  • WH – Património Mundial (UNESCO);
  • WNBR – Rede Mundial de Reservas da Biosfera (UNESCO);
  • ICH – Património Cultural e Imaterial da Humanidade (UNESCO);
  • MWR – Registo da Memória do Mundo (UNESCO).


Missões diplomáticas da Mauritânia:
África do Sul - Arábia Saudita - Argélia - Alemanha - Bélgica - Brasil - Canadá - China - Costa do Marfim - Egipto - Emirados Árabes Unidos - Espanha - Estados Unidos - Iémen - Itália - Japão -Jordânia - Kuwait - Líbia - Mali - Marrocos - Qatar - Reino Unido - Rússia - Senegal - Síria - Suíça - Tunísia - União Europeia (Bruxelas).


Património Mundial (UNESCO):
  • Parque nacional Banc d’Arguin (1989) – Situado ao longo da costa do Atlântico, este parque abarca uma grande extensão de dunas, pântanos costeiros, ilhotas e águas pouco profundas ao longo do litoral. A aspereza do deserto e a biodiversidade da zona marítima criaram uma paisagem terrestre e marítima excepcionalmente contrastante. Este parque serve de refúgio de inverno a uma grande variedade de aves, sendo o habitat de várias espécies de tartarugas marinhas e golfinhos, que os pescadores utilizam para localizar os cardumes de peixes.
  • Antigos sítios das Ksour de Ouadane, Chinguetti, Tichitt e Oualata (1996) – As "Ksour" ("cidades fortificadas") fundadas nos Séculos XI e XII para responder às necessidades das caravanas que atravessavam o deserto do Sahara, foram centros comerciais e religiosos que se converteram em centros de difusão da cultura islâmica. O seu tecido urbano, formado entre os Séculos XII e XVI, foi preservado de forma admirável, com as suas casas providas de pátios apinhados ao longo de ruas estreitas, à volta de um quadrado em cujo centro se situa a mesquita com o seu minarete. Estes sítios são ilustrativos do modo de vida tradicional das populações do Sahara Ocidental, centrada no povo nómada.

Antiga Torre de Ouadane (UNESCO)



Património Cultural e Imaterial da Humanidade (UNESCO):
  • A epopeia mourisca de T’heydin (2011) – Requer medidas urgentes de salvaguarda. O T’heydin inclui dezenas de poemas épicos que exaltam os feitos gloriosos de emires e sultões mouros. Destaca os valores ancestrais subjacentes ao modo de vida da comunidade moura da Mauritânia e é um expoente literário e artístico da língua hasaniya. Os griots interpretam essa língua com o acompanhamento de tambores e instrumentos de cordas tradicionais, como o alaúde e a harpa. São eles que preservam a memória colectiva da sociedade, através dos poemas, transmitindo as suas habilidades e conhecimentos de pais para filhos, ao longo das gerações. Os griots jovens aprendem primeiro a tocar os instrumentos musicais antes de se iniciarem na tradição poética.


Rede Mundial de Reservas da Biosfera (UNESCO):
  • Reserva do delta do Rio Senegal (2005) – Partilhado com o Senegal. Situada no delta do Rio Senegal, esta reserva da biosfera transfronteiriça apresenta poucas variações de altitude, devendo a sua biodiversidade à sua vasta rede hidrográfica, que se divide em várias bacias. A paisagem é muito diversa e inclui planícies de inundação alimentadas por água de subida natural ou artificial do rio (através de obras hidráulicas), remansos, lagos e pelo mar. O ecossistema é constituído por zonas húmidas, savana tropical, mangueiras, sistemas marinhos e lagoas.

Mapa com a localização do Rio Senegal


Fonte:
Wikipedia, a enciclopédia livre

Sem comentários :

Enviar um comentário