Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ano Novo

1 de Janeiro - Dia de Ano Novo


Ver Efemérides - 1 de Janeiro 

    




     
     Em todo o mundo, o Ano-Novo é um evento que acontece quando uma cultura ou religião celebra o fim de um ano e o início do próximo. Todas as culturas que têm calendários anuais celebram o Ano-Novo.
O Dia de Ano Novo é comemorado a 1 de Janeiro nos países que adoptaram o calendário gregoriano. Noutros países e/ou culturas, o dia de Ano Novo varia consoante o calendário adoptado ou consoante os costumes sociais ou religiosos desses países.

     A celebração do Ano Novo é também chamada de Réveillon, termo oriundo do verbo francês réveiller, que significa "acordar/despertar". Neste sentido significa "despertar do ano". Esta palavra surgiu no século XVII para identificar os eventos sofisticados entre os nobres franceses, onde se incluíam os faustosos jantares, que se prolongavam até depois da meia-noite, em vésperas de datas importantes. Com o passar do tempo, o Réveillon ficou restrito à passagem do Ano Novo.

Celebração do Ano Novo em Sidney, Austrália, uma das maiores celebrações do mundo.


História

     O Ano Novo foi consolidado na maioria dos países apenas há cerca de 500 anos. Desde o calendário Babilónico (2.800 a.C.) até à implementação do calendário Gregoriano pelo Papa Gregório XIII (1502-1585) em 24 de Fevereiro de 1582, o Reveillon mudou muitas vezes de data.


     A primeira comemoração ocorreu na Mesopotâmia por volta de 2.000 a.C. e era conhecida como "Festival de Ano Novo".
     Na Babilónia, a festa começava por ocasião do Equinócio da Primavera, entre 19 e 21 de Março, data em que os espiritualistas, ainda hoje, iniciam e comemoram o chamado "Ano Novo Esotérico".

     Os Assírios, Persas, Fenícios e Egípcios comemoravam o Ano Novo no mês de Setembro (dia 23). Os Gregos, celebravam o início de um novo ciclo entre os dias 21 e 22 do mês de Dezembro.

     Os Romanos foram os primeiros a estabelecerem um dia para a comemoração desta grande festa, em 753 a.C.. O Ano Novo começava em 1 de Março (que era o primeiro mês do ano), por ser a altura das festas romanas para celebrar a Estação mais florida do ano: A Primavera.

     No Ocidente, a comemoração do Ano Novo teve início num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o dia 1 de Janeiro como o Dia do Ano Novo em 46 a.C., quando foi adoptado o calendário Juliano.

     Desde o início do século XVI (cerca de 1500) o Ano Novo passou a ser festejado em 25 de Março, data que marcava a chegada da Primavera. As festas duravam uma semana e terminavam em 1 de Abril.

     Em 1582, a Igreja Católica mudou o início do ano para 1 de Janeiro, quando adoptou o calendário Gregoriano. Mas alguns franceses conservadores quiseram resistir à mudança e mantiveram a tradição de festejar o Ano Novo em 25 de Março (até 1 de Abril). Muitas pessoas começaram ridicularizar e a pregar partidas aos conservadores, enviando presentes estranhos e convites para festas que não existiam. Em França, estas brincadeiras ficaram conhecidas como "plaisanteries".
     Nasceu assim o "Dia das Mentiras", que era a falsa comemoração do Ano Novo. Ainda hoje se mantém o dia 1 de Abril como o "Dia das Mentiras", embora seja mais para pregar mentiras sem maldade.


Origem

     O nome do mês de Janeiro deriva do nome de Jano, deus romano que tinha duas faces - uma voltada para a frente (visualizando o futuro) e outra voltada para trás (visualizando o passado).  Os romanos dedicavam a Jano, o «deus dos portais e dos princípios, das vindas e das idas», simbolizando o conhecimento do passado e do futuro. Era o protector dos assuntos concretos e abstractos: das portas (Janue) das casas, do começo do dia, do mês e do ano, daí que o primeiro mês se chame Janeiro (Januarius). Os romanos faziam sacrifícios a Jano no início de um novo ano, esperando que estes sacrifícios lhes trouxesse os favores do deus nos meses que se seguiam.

     Janeiro foi acrescentado ao calendário por Numa Pompílio (715-672 a.C.), sucessor de Rómulo, personagem histórica-mítica que, segundo Plutarco, teria fundado Roma em 21 de Março de 753 a.C. 


Celebração moderna

     A passagem do Ano Novo é hoje celebrada por todo o mundo e, normalmente, envolve queima de fogos de artifício em festas públicas, reuniões familiares ou com amigos, jantares ou ceias festivas e diferentes tipos de promessas e simpatias, onde se deseja Paz, Felicidade, Saúde, Amor e Prosperidade!.



A todos os leitores, um FELIZ e PRÓSPERO ANO NOVO!


Sem comentários :

Enviar um comentário